Weekend dos Grandes Vinhos

Neste final de semana o Eataly apresenta o Weekend dos Grandes Vinhos com descontos de 30% em mais de 110 rótulos selecionados de Barolo, Chianti e Amarone. Aproveite esta promoção imperdível em nossa loja física ou do conforto de sua casa pelo iFood Brasil.

CONFIRA A LISTA DE RÓTULOS EM PROMOÇÃO

Mas afinal você conhece estes grandes vinhos?

BAROLO

Barolo é considerado o “rei dos vinhos” italianos. Ele é produzido em 11 diferentes regiões do Piemonte, onde também estão as plantações de Nebbiolo – uva com a qual esse vinho é produzido. A combinação única do solo e clima locais trazem para essa bebida o sabor único e encorpado, com alto grau de acidez e taninos marcantes. As regiões produtoras de Barolo foram algumas das primeiras a receberem o selo de Denominação de Origem Controlada e Garantida (D.O.C.G.) na Itália, e hoje garantem que o vinho envelheça por no mínimo três anos em barricas de carvalho. Por ser um vinho mais encorpado, ele combina bem com pratos mais pesados e com sabores marcantes como massas com ragu, carnes de caça e trufas.

CHIANTI

Além de ser o nome do tipo de vinho, Chianti também é uma região situada na Toscana, entre as cidades de Siena e Florença. De acordo com os regulamentos de produção desta DOCG (Denominação de Origem Controlada e Garantida), um Chianti Clássico deve ter um percentual mínimo de 80% da uva Sangiovese, (os 20% restantes devem ser de uvas tintas adequadas para cultivo na Toscana, a escolha do produtor) e um teor alcoólico de ao menos 12%. Ele tem uma cor límpida vermelho rubi, aroma com notas florais, e com um sabor harmonioso, seco e taninos elegantes. Harmoniza muito bem com pizzas e massas.

AMARONE

Embora muitas vezes seja simplesmente chamado de Amarone, o nome oficial é Amarone di Valpolicella, denotando a zona vitícola em que é produzido. Localizada na região norte de Veneto, Valpolicella é uma área vinícola com colinas e um clima ameno a fresco.  Ao contrário de outros vinhos, Amarone passa por um processo muito único antes da fermentação. No final de outubro, as uvas são colhidas e deixadas secar por cerca de 120 dias. Conhecida como técnica de appassimento, o processo de secagem ocorre tradicionalmente em tapetes de palha. No entanto, a vinificação moderna de Amarone geralmente envolve câmaras de secagem com temperatura controlada. O resultado de toda essa secagem? O uso de uvas parcialmente secas ajuda a concentrar os sucos e aumenta o contato com a pele. Isso confere ao vinho um sabor encorpado e um alto teor alcoólico, geralmente 15% ou mais. Nenhum outro vinho é produzido dessa maneira, tornando Amarone um vinho único! Amarone combina excepcionalmente bem com pratos ricos e saudáveis, como carne vermelha e pratos de massas. Nossos especialistas também recomendam servi-lo após o jantar com queijos envelhecidos, como Parmigiano Reggiano DOP, pecorino e gorgonzola.